domingo, 2 de dezembro de 2012


... mas como perder de vista a utopia dum amor pedalado entre sonatas e sonetos?

Sem comentários: